Faleceu em Fortaleza, no Ceará, na madrugada de 31 de dezembro de 2023, aos setenta e seis anos de idade, o companheiro Francisco Carlos de Lima. Filho do Sr. Francisco Filgueiras Filho e de Maria do Carmo Lima e nascido na Capital Cearense, onde viveu por toda a vida e exerceu por várias décadas a profissão de enfermeiro, tendo sido, ainda, proprietário de duas farmácias, era ele um dos mais bravos e honrados soldados de Deus e da Pátria da Província do Ceará e de todo o Brasil, constituindo-se, aliás, em autêntico modelo de virtudes, de nobreza do espírito, de serviço ao Bem Comum e de luta em defesa de Cristo e da Nação Brasileira. A propósito, cumpre ressaltar que era ele integralista desde o berço, havendo sua mãe e um tio por nome de José Maria sido destacados membros da Ação Integralista Brasileira (AIB) e, mais tarde, do Partido de Representação Popular (PRP), agremiação que levou adiante a chama dos ideais fundamentalmente cristãos e brasileiros do Integralismo entre os anos de 1945 e 1965. Lembrava-se o companheiro Francisco Carlos, aliás, de que aos oito anos, em 1955, durante a campanha de Plínio Salgado à Presidência da República, saíra pelas ruas de Fortaleza por ordens de D. Maria do Carmo, distribuindo panfletos e colando cartazes. Tendo sido integralista por toda a vida e sempre defendido os nobres ideais sintetizados no lema “Deus, Pátria e Família”, retornou à militância há poucos anos, pelas mãos do filho mais novo, o companheiro Carlos Ribeiro, atual presidente da Frente Integralista Brasileira (FIB) no Ceará,[1] logo se tornando um dos mais ativos e respeitados militantes das hostes do Sigma em terras cearenses.

Devoto cristão, católico, e exemplar pai de família, o companheiro Francisco Carlos, que deixou doze filhos, treze netos e cinco bisnetos, era um homem de muita sabedoria e experiência e legou a todos aqueles que com ele conviveram inúmeras lições e exemplos de vida e de civismo. Consciente de que não há direito sem dever, cumpriu ele todos os seus deveres para com Deus, a Pátria e a Família, sempre colocando o Bem Geral acima do interesse particular e sempre fazendo o que é certo e justo. Assim, podemos dizer que, como o Apóstolo São Paulo, combateu ele, até o fim, o bom combate, terminou sua carreira e guardou a Fé.

No último dia 27 de dezembro, o apartamento em que residia o companheiro Francisco Carlos foi devastado por um terrível incêndio, do qual ele só se salvou com a ajuda do filho, o companheiro Carlos, ficando, porém, com 42% de seu corpo queimado e praticamente cego em razão da fumaça. Iniciou-se, então, uma difícil luta pela vida no hospital, luta esta em que se portou com a coragem e a firmeza que sempre o caracterizaram até o momento derradeiro, quando sucumbiu, entregando a alma ao Criador e encerrado sua peregrinação terrena. No apartamento, totalmente devorado pelas chamas, seus documentos, assim como a bandeira azul e branca do Sigma e o uniforme do nosso Movimento, pertencentes ao filho Carlos, restaram intactos, como por milagre, do mesmo modo que intactos permaneceram sua alma, sua Fé e seus ideais visceralmente cristãos e brasileiros, muito mais fortes que o fogo que o atingiu.

Não podemos concluir estas linhas sem antes ressaltar o fato de que o companheiro Francisco Carlos foi velado e sepultado com a camisa-verde que tanto honrou, muitas vezes arriscando a própria vida pelo bem do Brasil.

Rogamos a Deus, Imperador do Universo, que acolha na Pátria Celeste e Definitiva o companheiro Francisco Carlos de Lima e que conforte o coração dos seus parentes e amigos, assim como suscite, nas novas gerações, homens da estatura moral desse corajoso guerreiro de Cristo Rei e da Nação Brasileira.

Companheiro Francisco Carlos de Lima! Presente! No Integralismo ninguém morre. Quem entrou neste Movimento imortalizou-se no coração de todos os camisas-verdes. Ao companheiro Francisco Carlos de Lima e a todos os que se foram acreditando em nós e sonhando um Brasil Maior, três Anauês:

Anauê! Anauê! Anauê!

Victor Emanuel Vilela Barbuy,

São Paulo, 4 de janeiro de 2023.

 

LEIA TAMBÉM  Coordenadoria Regional do Centro-Oeste

[1] Foi por meio do filho Carlos, aliás, que o companheiro Francisco descobriu que sua mãe era integralista e que ele também sempre o fora, ainda que sem o saber.

Inscrever-se!
Acompanhar
guest
2 Comentários
antigo
novo mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Jonas de Mesquita

Conheci Francisco Carlos (sempre chamando-o por “Seu Carlos”) numa madrugada, quando cheguei de viagem ao Ceará e fui ser hospedado, junto ao Presidente Nacional da FIB (o companheiro Moisés Lima), na residência de Carlos Ribeiro (o filho). Seu pai, cujos nomes são os mesmos, apareceu-me logo como um arquétipo do homem nordestino, mais especificamente o cearense, fruto de uma era em que a ação se sobrepunha às divagações estéreis: homem prestativo, faz-tudo, “desenrolado” (como dizemos por cá); era também um senhor bastante folclórico, no sentido de saber muitas anedotas, de conhecer histórias desde Lampião a Pe. Cícero. Uma vez ouvíamos… Read more »

Henrique Matias da Rocha

Anauê! Anauê! Anauê!

2
0
Este texto aceita comentários!x
()
x