Precisamos de sua ajuda para manter nossas atividades.
Atualmente, além das inúmeras despesas fixas, são também centenas de metas, projetos e desafios a conquistar que dependem de sua colaboração direta. Escolha abaixo como pode nos ajudar:

Ação voluntária

Atue junto aos núcleos, participe de cursos, panfletagens, manifestações e divulgue a doutrina para outras pessoas.
Ação voluntária
OU

Contribuição financeira

Ajude a manter nossos projetos. Para colaborações financeiras, escolha aqui a opção mais adequada a você: boleto ou depósito.
Colabore



Pedro Baptista de Carvalho

Integralista, comerciante de Livros usados e escritor inédito. Estoquista em uma farmácia.

 


Nós, os Partidos e o Governo

Em face das recentes manifestações populares em mais de oitenta Cidades Brasileiras, inclusive, diversas Capitais, alguns comunistas descobriram estarrecidos que o Integralismo ainda existe, é atuante e está por trás dos protestos, que as reivindicações eram uma cortina de fumaça para encobrir o verdadeiro objetivo, que é a derrubada do Governo e a implantação de uma ditadura. Tais exageradas afirmações só podem provocar sonoras gargalhadas, não apenas aos próprios Integralistas, mas, a toda a parcela minimamente pensante da Opinião Pública.

Os blogs e “sites” comunistas têm exagerado sobre a participação sigmática nas manifestações e errado completamente as nossas intenções. Vamos tentar aqui estabelecer a Verdade dos fatos.
 
Com relação aos objetivos que colimamos evidentemente que estes não podem discrepar do que temos proposto à Nação Brasileira em nossos Oitenta Anos de História, pois, caso contrário, estaríamos nos descaracterizando doutrinariamente. Ora, o Integralismo alguma vez se propôs derrubar qualquer Governo legítimo? O Integralismo defendeu a instauração de uma ditadura entre nós?
 
Desde o Manifesto de Outubro, o Integralismo condenou a tomada do Poder pela violência. Esta sempre foi a posição do Sigma, o que não significa permanecermos inermes diante dos descalabros de um Governo lasso,  e ainda recentemente reproduzi o parecer de um Líder Integralista, o renomado Jurista Goffredo da Silva Telles Júnior, em que fica isto bem estabelecido. Em relação às ditaduras, o Chefe foi claro: Somos totalmente contrários a qualquer forma de ditadura (civil ou militar) e a mesma condenação é dirigida aos Estados totalitários. Portanto, é inteiramente improcedente tal acusação. Na Verdade, o Estado Integral, que é a Nação Moral, Política e Economicamente organizada, ampliará a captação da Vontade Popular através da instauração da Democracia Orgânica, em que vigorará um voto de qualidade, o “voto poli corporativo”, na feliz expressão do Companheiro Baruch BenTzion. (1)
 
E quanto à presença de Integralistas nos atos de protesto? Sim, há participação dos Camisas Verdes, o que só pode surpreender os desavisados, aos que não acompanham o noticiário político. Desde a sua fundação em 25 de Janeiro de 2005, a Frente Integralista Brasileira – FIB -, lenta e gradativamente foi ganhando as ruas, fruto de um bem planejado trabalho de reinserção do Movimento na Vida Política Nacional. Assim, compreende-se sua apresentação de forma marcante nas mais diversas manifestações ao longo destes anos e de forma intensa nos últimos meses.
 
Vejam ainda que, sendo um Movimento Cívico, Social e Cultural, não um Partido, o Integralismo não poderia ter sua presença obstaculizada – como o tiveram todos os partidos comunistas e burgueses, muitos dos quais tiveram suas bandeiras rasgadas ou queimadas -, pelo contrário, só o Integralismo, com o seu apelo de união e soma das forças nacionais, poderia argamassar e integralizar todas as correntes que atenderam ao chamado da Pátria.
 
Por tudo o que acabamos de dizer, conclui-se que o Integralismo, sustentando os Ideais de Pluralismo e Liberdade, está legítima e coerentemente participando deste gigantesco esforço popular por um Brasil Grande.
 
Pelo Bem do Brasil!
Anauê!
 
Sérgio de Vasconcellos
 
 
Obs.: O Título deste Artigo é o mesmo do Capítulo 5º do Manifesto de Outubro que sintetiza perfeitamente o que pretendem os Integralistas que estão participando das manifestações populares em todo o País.
 
Nota:
(1) Sobre tudo o que estamos afirmando existe abundante material hoje na Internet, o que não justifica, portanto, a ignorância crassa de muitos sobre o Integralismo. A título de comprovação indico os seguintes Artigos:
 
 
 
 
“Os Corporativismos Integralista e fascista na Obra “O Estado Moderno” de Miguel Reale”,http://integralismo.blogspot.com.br/2010/06/os-corporativismos-integralista-e.html
 
“O que Pensamos das conspirações e da politicagem de grupos e facções”,http://integralismohistoriaedoutrina.blogspot.com.br/2011/03/o-que-pensamos-das-conspiracoes-e-da.html
 
 
 
“Concepção Integral do Estado e do Direito em Miguel Reale”,http://victoremanuelvilelabarbu.blogspot.com.br/2011/09/concepcao-integral-do-estado-e-do.html
 
 
 
 

28/06/2013, 17:44:58



Nós, os Partidos e o Governo | - Integralismo | Frente Integralista Brasileira ..