Precisamos de sua ajuda para manter nossas atividades.
Atualmente, além das inúmeras despesas fixas, são também centenas de metas, projetos e desafios a conquistar que dependem de sua colaboração direta. Escolha abaixo como pode nos ajudar:

Ação voluntária

Atue junto aos núcleos, participe de cursos, panfletagens, manifestações e divulgue a doutrina para outras pessoas.
Ação voluntária
OU

Contribuição financeira

Ajude a manter nossos projetos. Para colaborações financeiras, escolha aqui a opção mais adequada a você: boleto ou depósito.
Colabore



Lucas P. de Carvalho

Profissional da área de tecnologia, Lucas P. de Carvalho é membro fundador da FIB e integrante do Conselho Diretivo Nacional. Atualmente é o Diretor Administrativo Nacional, responsável por coordenar os trabalhos das secretarias nacionais.


Contagem regressiva para o estouro da bolha

Fenômeno já previsto, mas falado apenas em conversas particulares, agora parece alcançar definitivamente a imprensa. E isso tem um efeito importante, pois a imprensa é a própria realidade para os alienados: se ela diz que há emprego, mesmo quando se percebe algo diferente, muitos acreditam. Se ela diz que bolsas esmolas elevaram a renda (por absurdo que seja), grande parte segue como gado seguindo a vaca madrinha. Leia o que publica hoje a Folha.

 

Apenas como exemplo, para ficarmos dentro da classe média, um imóvel pequeno em São Paulo que custou R$40.000 em 2007 hoje chega a superar R$200.000. Falo de um imóvel que não poderia abrigar uma família mediana de forma razoável passando em cinco anos de algo viável a um patamar de custo equivalente a duas gerações inteiras de trabalho para ser pago. Uma condição que só é aceita por quem não tem condições de pensar. 

Temos informações sobre casos em que a valorização do imóvel chegou a mais de 20 vezes em uma década. 

O governo dos despreparados continua tendo como referência para o mercado de crédito os Estados Unidos: "Vinculado à Presidência da República, o Ipea não endossa essas conclusões. Em seu boletim "Conjuntura em Foco", o órgão argumenta que o volume de crédito no país ainda está muito longe dos 65% do Produto Interno Bruto contabilizados nos EUA."; Este tem sido dos mais grosseiros erros; até porque que aqui não fabricamos lastro financeiro em uma canetada da FEBRABAN (o "Banco Central" de lá não difere muito da associação particular que há aqui). 

Quem souber responder todas as seguintes perguntas, merecerá uma condecoração:

- Quanto tempo mais os proprietários (muitos dos quais iludidos por imobiliárias oportunistas) conseguirão manter seus imóveis vagos nos patamares de preço que estão?

- Quanto tempo mais vai levar para os milhões de brasileiros endividados perceberem que seus imóveis chegarão a custar possivelmente dez vezes o que vale um imóvel melhor?

- Qual proporção desses financiamentos imobiliários está na Caixa Econômica Federal? - e a conta do conforto do enriquecimento de muitos profissionais do setor imobiliário nos últimos cinco anos, todos sabem, será dos contribuintes.

- O governo do PT vai conseguir mais um tapete para esconder a sujeira e empurrar mais com a barriga a batata quente com o próximo?

- A bolha estoura antes ou depois da Copa? Antes ou depois das Olimpíadas?

- Amanhã seremos a Grécia (após olimpíadas de Atenas) ou a África do Sul (após a última Copa)?

 


16/09/2012, 12:54:12



Contagem regressiva para o estouro da bolha | - Integralismo | Frente Integralista Brasileira ..