Precisamos de sua ajuda para manter nossas atividades.
Atualmente, além das inúmeras despesas fixas, são também centenas de metas, projetos e desafios a conquistar que dependem de sua colaboração direta. Escolha abaixo como pode nos ajudar:

Ação voluntária

Atue junto aos núcleos, participe de cursos, panfletagens, manifestações e divulgue a doutrina para outras pessoas.
Ação voluntária
OU

Contribuição financeira

Ajude a manter nossos projetos. Para colaborações financeiras, escolha aqui a opção mais adequada a você: boleto ou depósito.
Colabore



Um brado contra o racismo: Manifesto 13 de Maio!

Em 13 de maio, cumpriu-se sem glória mais um ano do fim da escravatura no Brasil, uma das primeiras nações americanas a instituir e a última a abolir a escravidão. Dos 509 anos de história brasileira, mais de 350 passaram-se sob o látego negreiro. Apesar da superação do escravismo constituir o mais significativo acontecimento de passado nacional, o aniversário da Abolição transcorreu, outra vez, semi-esquecido. 

Não fosse a atuação conjunta, na quarta feira passada, da Frente Integralista Brasileira e da Frente Monarquista Brasileira o dia teria passado mais uma vez despercebido diante do cenário de guerra racial em que vive o Brasil dos últimos anos, refém das políticas de separação racial do Governo Federal.

Em 13 de maio de 1888, começaria a construção de uma sociedade fraterna e desprovida de barreiras sociais ou raciais intransponíveis. As desigualdades existentes dever-se-iam a deficiências não essenciais da civilização brasileira, enraizada em uma concórdia estrutural entre ricos e pobres, brancos e negros. Ao menos, era o que se dizia. É na busca e luta por este contexto social ainda inexistente que a FIB lançou o "Manifesto de 13 de Maio", considerado um verdadeiro brado contra o racismo institucionalizado no país.

O Manifesto foi redigido e lido por Victor Emanuel Vilela Barbuy, presidente nacional da Frente Integralista Brasileira, na Praça da Sé e defronte a Prefeitura de São Paulo com o intuito de rememorar tão relevante data de nossa história. O documento faz uma releitura da presença do racismo em toda a história conhecida da humanidade até chegar aos dias atuais, onde critica duramente as mais variadas formas de racismo e reafirma a posição sólida do Integralismo em relação ao tema.

"Sabemos que nosso combate contra as ideias racistas e sobretudo contra sua institucionalização em nosso País não será nada fácil, mas também sabemos que conosco está o Brasil profundo, real e autêntico e que nos planos moral e ético a vitória já nos pertence." - Manifesto de 13 de Maio, 2009

 

Baixar Arquivo:
Manifesto de 13 de Maio (.ZIP/.PDF)


19/05/2009, 08:03:23



Um brado contra o racismo: Manifesto 13 de Maio! | - Integralismo | Frente Integralista Brasileira ..